Nem só de Machu Picchu é feito o Peru

0

Temos poucas informações sobre países latino americanos e quando falamos sobre o Peru não é diferente. Esse país vai muito além das trilhas, galerias e templos incas – o que mais atrai turistas ao local.

Existem festivais de expressão cultura local, como o Inti Raymi, “Festival do sol”, comemorado no dia 24 de junho; o Q’oyoriti, que acontece mais ou menos no final de maio e início de junho; La Fiesta de la Marinera, na última semana de Janeiro; e La Virgen de la Candelaria, no começo de fevereiro.

Inti Raymi, a Festa do Sol no Peru

Além disso, o museu Casa-Hacienda San José leva o visitante a fundo na cultura afro-peruana. Já no Museu Leimebamba, são expostas diversas múmias que foram encontradas na Laguna de los Cóndores.

Não é necessário repetir o quanto a natureza do Peru é exuberante! Temos como exemplo o Parque Nacional Manu, o Parque Nacional Tingo María, a Reserva Ecológica Chaparrí Wildlife, as Islas Ballestas, a Reserva Natural de Paracas, além de várias praias e das incríveis lhamas, que são ótimas companhias para fotos.

Lhama em Machu Picchu

Entretanto, além de todo estes atrativos, há cerca de 31 milhões de pessoas que necessitam de algum tipo de ajuda e esperam jovens dispostos a colaborar. Cerca de 2 milhões de peruanos estão próximos à linha pobreza, convivem com o mal atendimento na saúde, na falta de qualidade na educação e com uma qualidade de vida precária.

Cerca de 2 milhões de peruanos estão próximos à linha pobreza

Devido a isto, existem projetos realizados pela AIESEC voltados para a área de educação, saúde e qualidade de vida para estas pessoas. A demanda existe, o que falta são pessoas que aceitem sair de suas zonas de conforto, para viver uma experiência desafiante e se disponibilizar a ajudar esta população.

Precisamos de jovens líderes, confiantes, que acreditem em suas capacidades de mudar, mesmo diante das diversidades. Está esperando o quê? Conheça o Peru e tenha uma história de impacto para nos contar.