Festival Kinoarte de Cinema começa hoje (17)

0

Longas, médias e curtas-metragens. Mais de 50 filmes farão parte da vida cultural londrinense a partir desta quinta-feira (17) com o início da 17ª edição do Festival Kinoarte de Cinema. O evento, que vai até o dia 27 de setembro, será realizado no Boulevard Londrina Shopping e no Cine Com-Tour UEL. Esse último exibirá sessões diárias de clássicos restaurados.

O cinema nacional continua sendo destaque da programação. Cerca de 90% dos filmes do festival são brasileiros. Entre eles está “Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert, recém-indicado à pré-lista do Oscar na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Os documentários preenchem boa parte da grade de exibições. A última produção de Eduardo Coutinho – morto em 2 de fevereiro do ano passado – “Últimas Conversas” é um dos destaques do evento. Outro documentário, relevante para os londrinenses, é o filme que faz parte da abertura do festival: “Vilanova Artigas: O Arquiteto e a Luz”.

Artigas é reconhecido como um dos melhores profissionais da arquitetura nacional. Entre as suas obras mais conhecidas pelos brasileiros estão o Estádio do Morumbi e a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. O que muitos londrinenses não sabem é que Artigas projetou construções marcantes da cidade, como a antiga estação rodoviária e atual Museu de Arte, tombada como patrimônio histórico em 1975; a Casa da Criança, prédio que já foi sede da Secretaria Municipal de Cultura, o Edifício Autolon e o Cine Teatro Ouro Verde, fechado desde o incêncio em 2012.

Veja o trailer do filme. Ele será exibido nesta quinta (17) às 18h no Shopping Boulevard.

Entre as ficções, filmes premiados nos principais festivais de cinema do Brasil e do mundo, compõem a programação:

  • “Sangue Azul”, de Lírio Ferreira (Festival de Brasília)
  • “O Último Cine Drive-In”, de Iberê Carvalho (Festival de Gramado)
  • “Para Minha Amada Morta”, de Aly Muritiba (Festival de Cinema Mundial de Montreal)
  •  “Que Horas Ela Volta?”, de Anna Muylaert (Berlinale – Festival de Berlim)

Além disso, a Kinoarte vai conceder 20 troféus Udihara – homenagem ao pioneiro do cinema londrinense – e, pelo segundo ano consecutivo, o Festival abriga a competitiva ibero-americana, na qual curtas produzidos na América Latina, na Espanha e em Portugal disputam o prêmio de melhor filme. Neste ano o evento recebeu quase duzentos filmes vindos de países como Colômbia, Peru, Equador, Paraguai, Chile e Porto Rico. Seis filmes fazem parte da disputa. As sessões competitivas de curta-metragens serão exibidas nas tardes dos finais de semana com sessões gratuitas. O júri oficial e o popular elegerão os melhores.

Para a competitiva nacional, dentre os mais de 500 curtas inscritos, foram selecionado 25 filmes: 14 para a disputa nacional, cinco para a paranaense e seis para a londrinense. Além dos troféus, os vencedores levam também prêmios em dinheiro – R$ 5 mil para a nacional, R$ 3 mil para a ibero-americana, R$2 mil para a paranaense e R$ 1 mil para a londrinense.

Os ingressos custam R$ 10 e R$ 5 (meia) no Boulevard e R$ 12 e R$ 6 (meia) no Com-Tour. Confira toda a programação em: www.kinoarte.org