Superlua e Eclipse Lunar, dois fenômenos naturais em um só dia

0

Não é lua de sangue, lua vermelha ou lua sangrenta. O fenômeno que ocorrerá amanhã, 27, é a combinação do eclipse total com a superlua. Um evento raro que aconteceu apenas 5 vezes desde 1900: em 1910, 1928, 1946, 1964 e 1982. O próximo só vai ocorrer em 2033.

Para ver esse momento raro basta olhar para cima e torcer para não estar nublado. Uma luneta ou um telescópio possibilitará uma visão mais bonita, mas o eclipse da superlua é visível a olho nu.

O Grupo de Estudo e Divulgação de Astronomia de Londrina (Gedal) vai realizar uma noite de observação na Praça Nishinomiya. O eclipse total da superlua deve começar por volta das 21h, mas o ápice do efeito vai durar mais de uma hora, entre as 23h11 e 0h23 do dia 28.

A superlua acontece quando o satélite da Terra fica no ponto mais próximo do planeta, período chamado de perigeu. Já o eclipse lunar ocorre quando a Terra fica entre o Sol e a Lua. O planeta bloqueia a luz solar e provoca uma sombra na superfície lunar.

Ação beneficente

Quem participar da observação na Praça Nishinomiya e levar um pacote de fraldas geriátricas ganhará cupons para concorrer a três kits com brindes da Nasa, incluindo CDs, DVDs, pôsteres e até um telescópio portátil. As fraldas serão doadas para o Lar dos Vovôs e das Vovózinhas.

Veja o vídeo para entender o fenômeno: